O PPGHIS-UnB se estrutura em torno da área de concentração (AC) “Sociedade, Cultura e Política, abrigando quatro linhas de pesquisa (LPs). A área favorece o pluralismo metodológico, bem como a diversificação de recortes temáticos, espaciais e temporais. Exatamente porque são plurais, as linhas de pesquisa que se abrigam na área de concentração guardam identidades teóricas próprias, apoiando-se em conceitos e procedimentos específicos, fruto de diferentes diálogos com outras disciplinas da grande área de Humanas.

Entre os praticantes de História Social, os empréstimos teóricos e metodológicos da Sociologia são acentuados. O agir dos atores sociais, suas escolhas e estratégias consistem nos objetos primordiais de análise dos praticantes desse ramo do conhecimento histórico. A vida em sociedade é explorada de modo a contemplar, amiúde, os níveis político e econômico.

A dimensão cultural da vida social, por sua vez, é enfatizada pelos praticantes da História Cultural, em diálogo preferencial com campos disciplinares, a exemplo da Antropologia cultural e dos estudos literários. As dimensões simbólicas, as imateriais, as sensibilidades e identidades constituem os objetos primordiais de análise dos praticantes de história cultural no âmbito do PPGHIS.

O conceito de Cultura é entendido aqui em seu sentido mais amplo. Considera-se cultura a dimensão da experiência humana marcada pelo esforço coletivo de instituição, transmissão e apropriação de sentidos e de significados, que norteiam o agir e o sofrer em cada momento histórico. O conceito de cultura funciona, assim, como uma ferramenta de interpretação que permite aos historiadores explicar as diferentes formas da existência e da representação da vida em sociedade.

A História das Ideias pode ser considerada como uma especialidade dentro do âmbito mais alargado da história cultural. Nela, a atenção se desloca para formas culturais de natureza especificamente intelectual, cuja relevância frequentemente incide não só sobre os domínios mais alargados da vida política e social, mas também sobre a própria atividade de autorreflexão e autoconsciência dos historiadores e historiadoras.

Já a dimensão política da vida social é enfatizada pelos praticantes da História Política, que estabelece interface teórica com a Ciência Política, a Filosofia política, bem como com a Antropologia política. Mesmo operando na fronteira do interdisciplinar, a história política guarda sua especificidade epistemológica por primar pela reconstituição detalhada das circunstâncias que cercam as decisões dos atores políticos, seja pela interação no plano institucional, seja pela circulação e apropriação de ideias políticas por parte dos agentes políticos.

A noção de Política que subsidia as reflexões dos praticantes da história política é entendida em sentido bastante amplo para contemplar as relações de poder que se manifestam na sua forma estatal e institucional, bem como nas diferentes lógicas interpessoais.

Este amplo desenho de possibilidades teóricas e metodológicas se materializa nas propostas e nas iniciativas dos integrantes de quatro Linhas de Pesquisa abaixo relacionadas:

 

História Social e suas múltiplas formas

História Cultural, Memórias e Identidades

Ideias, Historiografia e Teoria

Política, Instituições e Relações de Poder

 

Coordenação do PPGHIS-UnB (2021-2022)

Prof. Dr. Luiz César de Sá (Coordenador) - Lattes
Profa. Dra. Maria Filomena Pinto da Costa Coelho (Coordenadora Adjunta) - Lattes

Atualmente, o PPGHIS é avaliado pela Capes com conceito 4. Para saber mais sobre professores credenciados e aptos a orientar no PPGHIS, consulte os perfis no menu “Equipe”.